Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

terça-feira, 29 de março de 2011

DIA NUBLADO (TRILOGIA) PRIMEIRO ATO




                                            DIA NUBLADO

Às vezes parece até noite
Mas são os olhos que lembram
Que ainda não te ouvi
E o dia fica assim
Tipo nublado
Quase calado
Esperando a tarde cair

12 comentários:

  1. a noite tem seus encantos..
    principalmente quando estamos com nosso amor.

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  2. Alguns vivem na saudade e encanto da noite, outros vivem no radiar do amor e no florescer do dia. No amor tudo se transforma com o simples nascente do sol,assim como na lua.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,Arnoldo!!

    Ah!!vou lembrar deste verso quando estiver nublado...assim alegra meu dia!!
    Não deveria ser influenciada pelo dia...mas quando está nublado sinto-me cinza...
    Beijos!!
    Lindo dia pra ti!!

    ResponderExcluir
  4. "Só eu sei o que é morrer de sede em frente ao mar..."
    Adoro Djavan e fazia tempos que não o escutava.
    Lindos versos!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  5. Não sei porque, mas adoro dias nublados. Adoro o clima pesado e quase nostálgico que eles trazem.

    Uma bela poesia...Uma boa música.

    Um abraço meu querido amigo Arnoldo.

    Tamires

    ResponderExcluir
  6. Com licença, Arnoldo!
    Permissão para entrar neste belo recanto em meio ao éter da web.
    Agradeço sua vsita ao meu blog!
    Vejo que és mais um escritor e poeta cheio de sentimento.
    Eu não esperava ver tanta gente talentosa na web.
    Parabéns pelos belos versos e crônicas.
    Voltarei outras vezes!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Arnoldo,

    Lindos versos,refletem toda a beleza que os dias nublados tem pra mim ...


    Bjo e uma Noite de Paz.

    ResponderExcluir
  8. Dia nublado, ouvindo Djavan, é o momento de agora que você descreve neste poema. Feliz fim de semana! Beijos!

    ResponderExcluir
  9. São nos dias nublados que tenho as melhores inspirações...
    Vim retribuir sua visita ao meu cantinho e gostei demais. Estou te seguindo.

    ResponderExcluir
  10. Sempre tão apaixonante, querido!!!

    ResponderExcluir
  11. RADIO GOSPEL MUSIC LIFE http://crescerevencercomjesus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Lindo teu blog! Deixo abraços alados.

    ResponderExcluir