Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

domingo, 20 de março de 2011

WICHITA


                                            WICHITA

Deve haver algum lugar
Onde a dor estanca
Onde a mão alcança
A neve que não vai descongelar

Um lugar onde
Se possa sentir o frio
Daqui
Que corta a carne sem mesmo sorrir

Deve haver algum lugar
Onde se possa descansar
Encolher o corpo descoberto

Sem ter ninguém por perto
Apenas a neve que congela o deserto
Do beiral sem paradeiro certo


16 comentários:

  1. Um lugar onde espero também encontrar.
    Bjs, ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  2. Deve haver algum lugar sim meu amigo...onde se encontre um pouco de paz e plenitude. Basta querermos e termos ânimo de viajar para dentro de nós...
    Lindíssimo poema!
    Bea

    ResponderExcluir
  3. Espero um dia esse lugar eu poder encontrar e aproveitar ele como se fosse a eternidade em minhas mãos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Deve haver e espero que todos nós o encontremos.
    Um grande bj querido amigo

    ResponderExcluir
  5. com essa música, acho que o lugar é aqui..

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  6. Um lindo lugar em que todos esperamos encontrar...

    lindo poema...

    bjinhus e feliz dia do blogueiro!!

    ResponderExcluir
  7. Deve haver sim algum lugar!E que sempre aqueça o coraçao!

    Feliz dia do blogueiro meu querido poeta!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  8. Me manda um convite quando encontrar esse lugar, minh'alma está implorando por esse socorro!!!

    ResponderExcluir
  9. Adoro as coisas que escreve...tem leveza, beleza e encantamento!

    ResponderExcluir
  10. Todos esperamos por esse lugar...

    Obrigado pela sua companhia.

    Bom dia!

    beijooo.

    ResponderExcluir
  11. Sem dúvida, amigo, esse lugar existe. Apenas precisamos estar atentos para quando o encontrarmos, reconhecê-lo. Estou preparando já o próximo post que vai falar de um lugar assim.
    Obrigada, Arnoldo, pelo carinho!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, meu amigo querido
    Seus poema estão cada vez mais lindos. Obrigada pelas visitas, pelos comentários e pelo carinho.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Ola querido...Tomara que algum dia todos nós encontremos esse tal lugar
    E que ele nos traga um pouquinho de paz...!
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  14. Há lugares lindos em todos os cantos, soltos por aí, e há lindos lugares dentro de nós também...

    Arnaldo você me ofereceu um selinho, mas não sei onde encontrá-lo...rsrs

    Abraços, ótimo fim de dia pra ti

    ResponderExcluir
  15. Com certeza deve haver algum lugar, delícia de poema meu amigo. Nos faz pensar e sentir. Boa noite e beijinhos carinhosos para ti.

    ResponderExcluir
  16. um lugar...belo poema...Beijos de Luna.

    ResponderExcluir