Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

segunda-feira, 4 de julho de 2011

ANJOS TAMBÉM MORREM










                                                 ANJOS TAMBÉM MORREM

É só um breve caminhar pelas ruas que não existem mais
Algumas pessoas também caminham
A quadra de esporte tem grades cortadas
Vidas pelas ruas com asas amputadas
E o avião apenas passa
Com olhos de águia buscando suas presas
Deixando um rastro de fumaça
Deixando lágrimas nas praças
E o avião apenas passa
Enquanto o anjo ainda insiste
Em falar de esperança
Sem ver que
A rua é o esboço de um quadro
Desenho ainda sendo riscado
Que mostrará a face da solidão
Depois da desilusão
Mostrará nos campos do trigo prometido
A desolação
Visão sem importância para quem está lá no alto
Ou dentro do avião

30 comentários:

  1. A rua vazia traz tristeza e melancolia...
    Um grande bj querido amigo

    ResponderExcluir
  2. É uma pena,
    mais revivem nesses poemas lindos, o seu!

    Um abraço meu amigo!
    Juliana

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, e que os anjos em questão, digam Amem para nossos corações...vida vazia, rua vazia, alma perdida..abraços

    ResponderExcluir
  4. Bonito e triste poema.
    Parabéns amigo!!
    Bjosss

    ResponderExcluir
  5. Anjos morrem porque demônios existem no alto de sua maldade.
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  6. sensível realidade..
    beijos de carinho Arnoldo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Arnoldo
    Intenso , real .
    Nossas guerras podem nao ser feitas de armas mas de fome e miséria. Infelismente.
    Nas ruas há desolação, "enquanto o avião passa ..."
    Lindo e feio Arnoldo . Parabéns por sensibilizar.
    abraços

    ResponderExcluir
  8. Muito bom passar por aqui...te amo ...te amo no que expressas tbm...sabia que meu blog ganhou mais cor depois que passastes a visitá-lo,rsrsrs,
    Dia iluminado prá ti!

    ResponderExcluir
  9. Que profundo, Arnoldo!

    Que real!

    Esses anjos tem o sol por dentro...
    Mas sua luz é abafada não pela lua nem pelo brilho das estrelas, mas pela miséria que toma conta da nossa sociedade; pelos maus tratos que encontram em seu meio; pela preocupação, acima de tudo, se vai ter algo para comer no outro dia; enfim... pelos problemas que eles, de alguma forma, precisam enfrentar.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Em você, Deus colocou Ternura,Amor,
    Sensibilidade. Tudo de bom e ainda me
    presenteou com a felicidade,
    ao separar no seu coração um
    cantinho para mim.
    Como é bom fazer parte dos seus seguidores
    isso significa ,,que,, tenho um
    cantinho no seu coração.
    Um dia lindo beijos no coração,Evanir.

    ResponderExcluir
  11. Triste realidade que faz a infelicidde de muitos. Nem todos os anjos são pequeninos, mas sofrem com a mesma intensidade.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. meu querido amigo uma eterna lembrança triste profunda inesquecivel mas necesaria para que muitos anjos mais não desapareçam daface daterra deixando a triste lembrançaa saudade!!!
    um abraço com carinho marlene

    ResponderExcluir
  13. Um momento da historia que jamais devera ser esquecidos,um bjo querido!

    ResponderExcluir
  14. que esse anjos olhem por nós! =)

    ResponderExcluir
  15. Arnoldo,
    Lendo este seu poema ao som desta música é impossível deixar de sentir um aperto no peito.
    Nunca me esqueci da reportagem objeto da imagem acima, que, aliás, emocionou o mundo.
    Anjos também morrem, é verdade. Triste constatação. Mas a esperança não morrerá jamais.
    Lindo seu poema, mesmo mostrando uma triste realidade.
    Abração.

    ResponderExcluir
  16. Arnoldo,

    Poesia contundente de uma triste realidade ,
    porém belíssima em seus versos.

    Parabéns por tanta beleza contida ...

    Bjo.

    ResponderExcluir
  17. Triste, real, muito bem escrito seus versos...
    Bela tarde...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  18. Para quem está cima, é tudo fácil.
    Uma realidade.
    Anoldo fico sempre muito grata quando passas pelo Misturação.
    Bom dia
    Xeros

    ResponderExcluir
  19. Nossa!!!!!!
    Como é gostoso ter um dia amarelo igual o sol,por isso sou feliz,rsrsrsrs,acordar contigo faz o meu dia acontcer...
    Bjs para aquecer teu dia de inverno...

    ResponderExcluir
  20. Um poema que se lê com a alma, e ela chora, entristece e silencia a esperança daqueles que não pudeream voar o olhar... Tâo triste, mas perfeito.Um Abraço poeta, não estou conseguindo comentar com a conta do blog e muitas vezes mesmo anonimo os comentários não vão... espero que esse dê certo, (Marcia Grossi)

    ResponderExcluir
  21. Os anjos morrem, mas nos esperam no espaço!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  22. Oi , cheguei, foi um enorme prazer.

    ResponderExcluir
  23. Um lindo poema, que nos transmite tristeza e realidade.
    Parabéns, amigo!

    Um abraço!
    Que seu fim de semana seja de paz!
    Wilson

    ResponderExcluir
  24. Anjos também morrem, infelizmente realidade cruel e dura. Ficam apenas palavras, memórias, luta, força.
    Adorei o seu poema acompanhado por esta musica de uma carga enorme.

    Um grande abraço
    oa.s

    ResponderExcluir
  25. Essa verdade dói... Diante de um mundo tão louco e e tão lindo... Pena que tudo isso existe, em meio ás provas de Deus tão vivas... Muito lindo o poema...
    Abços

    ResponderExcluir
  26. Triste isso, mas verdadeiro..Sempre digo que há necessidade de se ter um receptáculo sensível para acolher o que escreve o poeta. Obrigado querido pelo poema que sensibilizou meu coração... Bjs

    ResponderExcluir
  27. Gosto de poesia, nelas encontro um pouco de mim.
    Amor ler coisas bonitas me faz refletir sobre a vida.. bjs
    Selia

    ResponderExcluir