Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

terça-feira, 9 de novembro de 2010

DIÁRIO DE BORDO

Recebi os selos abaixo e ofereço a todos os amigos
http://umcoracaoqueama.blogspot.com               -   Silviah Carvalho
http://nalvinhafigueroa.blogspot.com   -  Nalvinha
http://ternuras56.blogspot.com         -  Ana Paula
http://meusamigosseusmimosseusencantos.blogspot.com      - Outros Encantos
http://floresdevenus.blogspot.com                                        - Allyssen
htp://molhe-se.blogspot.com                                                - Ana Agarriberi


Regras
1- Escolher, postar e distribuir os selos escolhidos indicando o link que presenteou (ventosnaprimavera)
2- Se puder visitar o blog dos selos
3- Ler e comentar o poema, razão do blog existir

                                                             
DIÁRIO DE BORDO

Eu hoje poderia apenas estar lendo meu diário
Diário de bordo
Poderia estar vendo onde naveguei
As pessoas que amei
Montanhas que escalei

Quem sabe pegasse emprestado uma linha do tempo
Para medir as palavras que foram soltas
Para escrever meu diário
E esquecer meus aniversários

Meu diário que não foi escrito só tem lembranças
Lembranças do ônibus inventado na varanda
Dos sonhos coloridos na infância

Do amor que não foi vivido quando nasceu
Que deixou saudades quando morreu
Da dormideira na beira da estrada
Que só porque toquei, ela encolheu

Hoje eu poderia estar lendo meu diário de bordo
Dia após dia sempre a mesma filosofia
Acordar
Sonhar e ver o tempo passar
Esperar o mundo se acabar
Esconder-me no diário do meu mar

Eu hoje poderia estar apenas lendo meu diário
Folhear as páginas da vida que não aconteceu
Lembrar da noite que assisti
Audrey Hepburn em “A flor que não morreu”
Antes do dia já esquecido que nasceu
E não floresceu

46 comentários:

  1. Amigo, floresceu a noite.

    Obrigada pela visita! Abraço!
    E vamos confiar na vida! :)

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito seu Diário de Bordo. E obrigada pelo selo. Já peguei o meu.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Poema lindo, perfeito dominio das palavras, tempo, lugar, sentimento, tudo na mais perfeita ordem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá Arnoldo!
    Bela sua poesia...
    Boa semana pra ti!
    Bjs
    Mila

    ResponderExcluir
  5. maravilhosa poesia, Arnoldo!Lindos selos.abração.chica e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  6. Ah, que delícia de poema, querido Arnoldo! Lindíssimo e triste, como as coisas que eram pra ser e não foram. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Já peguei e vou postar nos amigos e mimos da coruja ok! bjs

    ResponderExcluir
  8. Lindo! um poema escrito com alma e coração.
    Parabéns poeta amigo......
    Agradeço os selinhos que me deste, eles estarão em meu blog e em meu coração...
    Bom demais ganhar mimos....
    Um dia regado de amor e paz a ti

    Preciosa Maria

    ResponderExcluir
  9. Adorei seu diário de bordo amigo, estou levando os presentes, obrigadoooooooooo.

    Amei sua companhia.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  10. Muito, muito lindo seu poema, querido Arnoldo!
    O selo que é pra eu levar é somente o Prêmio Dardos, ou todos? É que eu não consegui entender. rsrs
    Mas eu agradeço muito, viu, fiquei feliz!

    Beijos, amigo poeta!

    Álly

    ResponderExcluir
  11. Mais um selinho para você então beijos

    ResponderExcluir
  12. Ai que lindU Dorei :D
    Quem sabe pegasse emprestado uma linha do tempo
    Para medir as palavras que foram soltas

    Escreve um livro que vo ser a primeira a comprar! risos..Bjus amOr

    ResponderExcluir
  13. Oi. Sabe como é blogueiro. Vi você nas lindas histórias da Chica e vim bisbilhotar. Espero que não se improte. kssksk.

    ResponderExcluir
  14. "Antes do dia já esquecido que nasceu
    E não floresceu" Belas palavras. Obrigada pelo presente. E o seu blog? Alcança o profundo de cada um! Parabéns mesmo!

    ResponderExcluir
  15. Linda poesia (=

    Obrigada pela visita e pelo selo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Ola Arnoldo, que surpresa vc ter me escolhido tmb para pegar um selo e fico muito grata por suas palavras.

    Amei este poema, é bem daqueles nostálgicos que nos remetem aos perfumes que não esquecemos.

    Já vou pegar meu selinho e seguir as regras, obrigada.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Arnoldo ,


    Li várias vezes sua poesia,tão linda
    e tocante ...
    Um brinde ao viver , ao não se esconder , ao Florescer à cada dia.


    Obrigada pela lembrança e amizade.
    Levo os selinhos com Alegria ... :)


    Bjo e uma Noite de Paz.

    ResponderExcluir
  18. Pegar de novo outro selo(rs)? O preferi escolher apenas um. Já ganhei muitos de você! Muito obrigada assim mesmo.

    Deus o abençoe (de coração).

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  19. Oi Amigo, já escolhi o meu selinho, obrigada pela indicação. Linda poesia! Beijos

    ResponderExcluir
  20. Boa noite amigo poeta!
    Obrigada pelo selinho e pelas tuas visitas!
    Teu diário , amei!!!
    bjs e uma ótima semana!
    Taís

    ResponderExcluir
  21. Sabe Arnoldo, não consigo falar de um poema ou prosa, sem digerir o sentir que eu penso que contêm. E quando te leio por vezes fico pensativa, porque te encontro com uma dor enorme no peito!
    Afinal está tudo resumido aqui:

    "Dia após dia sempre a mesma filosofia
    Acordar
    Sonhar e ver o tempo passar
    Esperar o mundo se acabar
    Esconder-me no diário do meu mar"

    não é amigo?
    É muito bonito o teu poema. Escreves muito bem.

    :-)) obrigada pelos selinhos :-))
    Tinha acabado de postar um Mimo para Bhavesh quando vi a tua mensagem. Vamos deixar passar uns dias e logo, logo, eu publico os selinhos para os amigos que quiserem levar.

    Obrigada Arnoldo, és um querido.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Aaaah Arnoldo! Obrigada! Fico feliz, sempre bom te ter lá no Molhe-se, ainda mais para presentear!
    Vou levá-los e assim que postar, aviso. Beeejo,beeejo. Obrigada e parabéns a você também, por ter recebido as indicações. :)

    ResponderExcluir
  23. Lindo e tocante poema meu amigo! Amei! E amei também os selinhos, vou levá-los e os postarei em breve. Obrigada amigo, me sinto honrada! Receba meu carinho... Bjsss

    ResponderExcluir
  24. Olá Arnoldo,
    as páginas mais interessantes são
    aquelas que se deixou de viver.. poderia ter sido e não foi.. ela nos permite sonhar, imaginar e até ser feliz..
    Também nos deixa com uma angústia, quando se descobre que passou e não volta mais..
    Adoro seu trabalho, ele sempre me encanta com tanta sensibilidade.
    Parabéns!
    Muito obrigada pelo lindo presente, adorei!
    Tudo de bom para você meu amigo.

    Beijos.

    Marion

    ResponderExcluir
  25. LInda poesia como sempre!
    Obrigada pelo selo, muitos beijos meu amigo, fica com Deus!!!

    *Simone*

    ResponderExcluir
  26. Olá Arnaldo!!!
    linda poesia, fico sempre encantada ao ler tuas palavras.
    Obrigada pelos selos.
    Fica bem.

    ResponderExcluir
  27. Querido amigo, acabo de ler seu poema e estou a chorar ( hoje, só hoje ) Façamos o hoje se possível não deixar para amanhã, acabo de perder uma amiga,e meditando nestas palavras-Antes que eu não possa mais ver o sol,deixe-me sair e sentir seu calor. Entrei no seu blog e vi seu poema que diz tudo, tudo o que estou sentindo neste momento. Obrigado amigo por tão grande riqueza. Por momentos tão ricos que você nos proporciona com tamanha sensibilidad. Beijos e muito grata por me presentear com seus selos.

    ResponderExcluir
  28. Querido Arnoldo, você comentou no meu blog avisando-me dos selos, mas meu blog não está na lista dos que você escolheu para presentear. Estou enganada? Aguardo resposta.

    Beijos, querido.

    ResponderExcluir
  29. Lindo o poema! Adorei!

    Obrigada pelo selo amoreee!

    Peguei todos os que eu não tinha!

    Bjinhos

    Nina

    ResponderExcluir
  30. O que podia ser e não foi...
    Gosto dessa temática, ela nos leva a abstrair-nos da realidade.

    Amigo, levo dois selos, mas não tenho tempo de cumprir com todas as exigências que são válidas.
    Obrigada pela visita e um beijo de muita amizade!!!

    ResponderExcluir
  31. Obrigada pelo selinho Arnoldo!
    Abraço!
    :)

    ResponderExcluir
  32. Olá, amigo
    continue escrevendo no seu diário, não esqueça de escrever tb sobre as amizades que cultivou e continua cultivando. Sobre esse dom maravilhoso de escrever versos tão lindos quanto esses. Bjoss!!!

    ResponderExcluir
  33. Poesia arrebatadora!
    Mais que linda!!
    Obrigada pelo selinho!!
    Muito lindo seu blog!! Puro talento e inspiração!
    Bea

    ResponderExcluir
  34. Querido amigo poeta, adorei a sua poesia, é linda. Todos temos um diario de bordo, todos escrevemos mesmo sem tinta ou papel no livro da vida, fica lá registado tudo o que vivemos, até os sonhos que ficaram por isso mesmo, apenas sonhos.
    Obrigado pelos selinhos, vou levar e colocar no meu cantinho de "Selinhos - Presentes dos Amigos".
    Tenha um maravilhoso fim de semana
    beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  35. Arnoldo logo de cara ja me interessei pelo seu blog, muito bom viu
    Parabenss, vc escreve com a alma e eu admiro isso!
    Seguindo :)

    ResponderExcluir
  36. Poesia de encher os olhos e a lembrança, me vi também tocando a dormideira na beira da estrada...me inventando o ônibus na varanda..
    Nostalgia, voltar, reler, chorar, sorrir mas lembrar de escrever uma nova página no diário de bordo...
    Belíssimo poema...Arnoldo e muito obrigada pelos selinhos..
    bjokas

    ResponderExcluir
  37. Sério, acho que este é o meu poema favorito dentre os que você já postou aqui XD

    ResponderExcluir
  38. Olá amigo, grata por seu carinho. Os selos são lindos. Vou levar um e depois postar. Um abraço.

    ResponderExcluir
  39. Você, eu e outros tantos mais com certeza o estão fazendo, porque você faz parte do meu diário de bordo, embora recente, mas faz.Um super bju e obrigada pelo selinho.

    ResponderExcluir
  40. Arnoldo só hoje peguei a sua generosa oferta,
    porque só hoje consegui visitar meus amigos.
    Diário lindo, como todos os diários, depositários fieis de sentimentos vividos,entrelaçados em palavras escritas, descrevendo as mais diversas situações,que nos marcaram, silenciosamente, a alma.
    Um abraço de muita amizade

    ResponderExcluir
  41. Tem selinho personalizado para si.
    Desejo que goste
    Um abraço

    ResponderExcluir
  42. Que vc tenha muitos dias floridos....
    Beijos

    ResponderExcluir
  43. Arnoldo,


    maravilha de poema. A sua extraordinária sensibilidade transformada em arte.

    Parabéns pelo selinho e agradeço a carinhosa oferta, amigo.

    Beijos e linda semana.

    ResponderExcluir
  44. Adorei seu blog (e obg por visitar o meu)...muito bons os seus textos mesmo...gosto desse "Q" de melancolia que algumas pessoas imprimem qd escrevem...

    ResponderExcluir
  45. Belo poema! Tua arte é encantadora,gosto muito de passar por aqui! Obrigada pelo selo,amigo querido!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir