Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

domingo, 11 de outubro de 2009

LAGO SEM CISNES

A brisa solitária tocava meu rosto
Enquanto olhava as águas serenas
Tentando esquecer a sensação que ficou entre mesas
Que balançavam quando ofuscadas por sua beleza

Brisa que exalava o perfume das flores que margeiam
Nossas vidas nos dias de tristezas sem gangorra para balançar
Saboreando a melodia sutil que penetra em nossa alma
Misturando a desilusão com a certeza que não poderá amar

Brisa sem cisnes para deslizar
Entre a linha tênue da desesperança
Que limita seus passos
Para não abraçar

Brisa sem o esplendor das estrelas
Céu que escureceu o lago deserto
Sem lírio
Sem cisne ou amor por perto

Brisa que insiste durante a névoa
Que não adianta sonhar com o amanhã
Quando o amanhã não existe
E se esconde no fundo do lago

12 comentários:

  1. Oi Arnoldo, há um lirismo envolvente em seus versos. Bonito poema ! Agradeço o carinho de sua visita e comentário. Passo a te seguir também. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Arnoldo!

    Parabéns pelos excelentes Blogs!

    Ambos de excelente conteúdo! Parabéns!

    É uma honra segui-los e poder acessa-los, sempre!

    Um forte abraço e que Deus te abençoe, Arnoldo!

    Clemente.

    Cia. De Teatro Atemporal.

    Rio de Janeiro - Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Arnoldo, eu amo cisnes, os considero lindíssimos. E ps: belo espaço este o teu, além de belas e serenas palavras, boa continuação de escrita.

    Referente ao post: sentimentos que se misturam, quase um retrato da dor e desilusão embora não se perca jamais a esperança de dias melhores..muito bom..bjos
    Palavras em vão

    ResponderExcluir
  4. Estou lhe enviando esse SELO:

    http://4.bp.blogspot.com/_ZUigMjR38gY/StVNHxulP0I/AAAAAAAAAV8/CHZ1Ih6XHGk/s1600-h/SELO66.jpg

    Fiz a indicação aqui:

    http://ka-anjodanoite.blogspot.com/2009/10/meu-1-selo.html

    Pois gosto, acompanho e indico vosso blog!
    Dark Kisses

    ResponderExcluir
  5. Lindo blog, belo poema, apesar de melancólico e doce. Ou belo por ser melancólico e doce? Não sei, não sou muito doce... rs
    Obrigada pela visita, volte sempre!

    ResponderExcluir
  6. Lindissimo poema, meus parabéns, excelente mesmo...

    Bonitas palavras, suaves e doces...

    Adorei!

    Agradeço-lhe a visita ^^

    ótima tarde

    ResponderExcluir
  7. Isto é Poesia. Na verdadeira acepção da palavra.

    ResponderExcluir
  8. Muito lindo este poema,eu sou completamente appaixonada por essa arte,sobre os cisnes,toca na alma,mas a lma não é bela, bela são as suas palavras *-* Lembre-sedeentrar nomeu blog www.larissa.wez.zip.net

    ResponderExcluir
  9. Indiscutivelmente brilhante!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Para postar seu selo no blog basta apenas ir em Postagem >> inserir imagem >> Endereço da web (URL)
    ali vc coloca o endereço do seu Selo neste caso

    http://4.bp.blogspot.com/_ZUigMjR38gY/StVNHxulP0I/AAAAAAAAAV8/CHZ1Ih6XHGk/s1600-h/SELO66.jpg

    e proto seu selo ja esta postado em seu blog!
    Dai a descrição e o titulo do post fica por sua criatividade!
    =D

    Dark Kisses...

    ResponderExcluir
  11. Olá amigo!!!O Blog está lindo,com poesias cada vez mais inspiradas e belas,adorei as imagens também!Parabéns!!!
    Você escreve com a alma,é por isso que suas poesias encantam a todos que as apreciam!
    Um ótimo fim de semana e uma semana cheia de coisas maravilhosas!!!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  12. Querido amigo,

    há grande beleza neste lago! Não senti a falta dos cisnes. Senti o perfume que exala do belo poema.


    Carinhoso beijo, amigo!

    ResponderExcluir