Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

VERSOS DENTRO DA CHUVA



Um novo dia vai surgir
Enquanto olho a pequena luz
Que se esvai
Atrás das árvores onde brotam flores

Já passam das 23 e sinto-me um tanto cansado
Folheio as páginas do livro
Só para as horas passarem
Enquanto o carro não pega a estrada secundária

Posso até sentir a melodia
Que toca no interior da lua

Mas só as folhas que saem da brisa
Podem tocar a janela e compartilhar
A solidão
Que está parada no portão aberto pronta para entrar

Lá fora a chuva ainda cai
E os guarda-chuvas escondem os rostos
Que flutuam em minhas lembranças

As ondas que se escondem nos cantos
Ainda molham meu rosto
Eu vejo o pingo no livro aberto
E resolvo me deitar
Ouvindo os versos que chegam com a chuva
Que abre o coração da lua
Que se deixa cobrir pelas nuvens

35 comentários:

  1. quanta vida em cada movimento...
    quantos sentimentos expostos feito a chuva que cai...
    quanta poesia brota da sua alma, poeta!

    um lindo dia pra ti!

    beijo grandão!

    Su.

    ResponderExcluir
  2. nuvens de chuva cobrindo o coração...
    porém o arco íris insiste em ficar nos pensamentos..

    bjs.Sol

    (sempre muito lindo tudo aqui)

    ResponderExcluir
  3. Olá, Arnoldo,

    Que inspirador poema...se todos que estão insones "falassem" assim, era bom demais! Abraço

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, Arnoldo!
    Mais uma bela composição poética!
    Gostei muio.
    Beijo e bom final de semana.
    Mara

    ResponderExcluir
  5. NOSSA aRNOLDO QUE INSPIRAÇÃO MAIS LINDA MAIS PROFUNDA CALA FUNDO NA ALMA DA GENTE CHEGA A DOER
    PARABENS POETA ISTO É PREVILÉGIO DE QUEM NASCEU
    COM A POESIA BROTANDO DO CORAÇÃO,ENRRAIZADA NA ALMA UM ABRAÇO LINDO FIND SEMANA MARLENE

    ResponderExcluir
  6. Quase pude ouvir o tic-tac da chuva nesta nostalgia!
    Sempre é um prazer entrar aqui!
    Uma linda e inspirada noite para você!
    Lembranças. Meu carinho de sempre!

    ResponderExcluir
  7. A solidão em poesia... belo!

    abç

    Betha

    ResponderExcluir
  8. Belas palavras caro Arnoldo.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhosa chuva e bendita insônia. Cada verso traz os pingos, não a destruir, mas a inspirar.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Não, não! Não deixe a solidão entrar...
    Que as letras cantem em coro:
    Sequem os pingos da chuva
    Levando toda essa dor para além mar!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Versos molhados de alma derramados pela solidão de uma noite chuvosa... Belo versejar Arnoldo.

    Bjoss

    ResponderExcluir
  12. Quanta nostálgia e solidão contida nas palavras deste lindissimo poema.
    Bom domingo
    Beijinhos
    maria

    ResponderExcluir
  13. A nostalgia nos faz ser parte de tudo.
    Lindo!
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  14. O meu amigo! Venho te agradecer as sua visitas sempre elegante e gentis!... E dizer que seu blog vale a pena visetar!... Muito lindo!... Voltarei!... Abraços!... joaquim Gomes

    ResponderExcluir
  15. Meu querido...que emocionantes seus versos...voce deu "voz", fez sentimentos brotarem de seus versos, vindo do profundo de sua alma...tocou meu coração...ameiiii a musica.
    Boa semana amigo...beijos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  16. Olá amigo
    Lindo e sensível. Tão suave quanto a própria chuva.
    Abração

    ResponderExcluir
  17. Bom dia,Arnoldo!

    Belos versos poeta!
    Linda música para acompanhar!!!
    Beijos pra ti!
    Bom começo de semana!

    ResponderExcluir
  18. Nesta manhã,"Um novo dia vai surgir"
    É um momento de encanto ouvir a música e ler a sua bela poesia. Parabéns poeta, e linda semana para você. Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Poeta,

    "Ouvindo os versos que chegam com a chuva
    Que abre o coração da lua
    Que se deixa cobrir pelas nuvens"

    Bonitos versos deste belo poema Arnoldo.

    Uma ótima semana amigo. Obrigada pela lembrança. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  20. A tua poesia é tão intensa que eu vivi cada verso e eu estava nesse cenário sentindo a vida e a arte da tua escrita!Maravilhoso poeta, parabéns!

    ResponderExcluir
  21. nuvens e chuva em alvorada quase outonal. é assim a poesia dentro da chuva.
    abraço!

    ResponderExcluir
  22. Um belíssimo poema que, com uma música suave e deliciosa em fundo desperta, como a natureza, em cada pingo de chuva.
    Abraço
    Quicas

    ResponderExcluir
  23. Ouvindo os versos que chegam com a chuva. Que delícia, momento bom de se meditar. Amo imaginar tudo isso. Beijinhos carinhosos querido e uma linda semana para ti.

    ResponderExcluir
  24. Olá Arnoldo,
    Belíssimo poema!
    Ao som desta linda música pude observar toda a cena que se desenrolava através dos lindos versos.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  25. Arnoldo, caro amigo.... vc se supera a cada dia..
    este em especial..lindo...

    Acho bacana quando visito um blog e vejo tantos rostos em comum.
    Rostos dos seguidores em comum. E como se pretencessemos a uma turminha...
    nao sei se consegui explicar...

    bj e obrigada pelo carinho....dia de paz...

    ResponderExcluir
  26. Tudo na mais perfeita harmonia - versos e vídeo.
    A chuva é mágica, sempre, e tornam os versos mais fecundos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  27. Que lindo meu amigo,incrivel como sempre que venho aqui me identifico com seus versos,adoro estar aqui sou privilegiada por tais palavras bjos de uma amiga!

    ResponderExcluir
  28. olá, arnoldo!

    seus trabalhos continuam lindos! parabens!

    a cia. de teato atemporal voltou!

    e o blog tambem!

    aguar4damos a sua visita para apreciar ainda mais a arte do teatro atemporal!

    abraços!

    clemente.

    ResponderExcluir
  29. Um frio contradizente conduz a mente, linda poesia, meu querido!

    Beijos...

    ResponderExcluir
  30. Adoro poemas que expresse algo à respeito do clima. Lindos versos.

    Agradeço-lhe os comentários que tem feito em meus últimos posts. É bom receber elogios de uma pessoa que tem tamanho talento, como o teu.

    Uma ótima tarde...Beijos.

    Tamires.

    ResponderExcluir
  31. Lindo poema!!!
    Sua sensibilidade é incrível, fala dos detalhes
    com sentimentos que nos tocam profundamente..
    Adoro ler-te, sinto cada palavra..
    Parabéns, seu trabalho é excelente.
    Grata pelas visitas e o carinho dos comentários..
    me deixou muito feliz.
    Desculpe me a ausência, estava com problemas de conexão.. devido a mudança de residência...
    Mas estou feliz por estar de volta.
    Lindo dia!

    Muito obrigada por tudo!

    Beijos

    Marion

    ResponderExcluir
  32. Abre-se o coração da lua...as nuvens vêm cobri-la.
    Que imagens poéticas nos presenteias, amigo!
    Obrigada pelo carinho da visita e um maravilhoso restinho de semana!!!Bjssss

    ResponderExcluir
  33. Uma pintura feita em letras...Lindo! Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  34. BOA TARDE
    "A força interior é como um raio de luz
    que torna a vida cada vez mais brilhante,
    quanto mais se busca no íntimo,
    tudo se torna mais claro.
    Pois é ela que ilumina e alegra nossa vida."

    Final de semana perfeitinho!!!

    ResponderExcluir
  35. Gosto da solidão que me devolve em pensamentos toda a emoção do coração.
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir