Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

CANÇÃO DAS ÁGUAS DO RIACHO


CANTO DAS ÁGUAS DO RIACHO

Houve momentos de esperança
A bicicleta simples encostada
Pronta para o passeio na estrada

De um lado da estrada de terra
Flores brancas e amarelas
Espalhadas
Abraçadas
Por pinheiros que quase alcançavam o céu

Bicicleta simples
Tão simples
Que nem mesmo era pintada
Menino feliz com a bicicleta
Solto na estrada

Tristeza camuflada
No som que vinha da gaita
Perto do riacho quase sem água
Do outro lado da estrada

Som triste traduzido na gaita
Que apenas murmurava
Iludindo as águas trêmulas do riacho
Que sonhavam um dia serem amadas

Que refletiam o vôo da águia solitária
Solidão plainando no céu de minhas asas
Deserto esculpido nas paredes
Do velho forte
Meu olhar tranqüilo
Sonhando com o olhar que vem do norte

Canção das águas do riacho
Vagando pelo vento
Cortando a fresta do tempo
Levando o lamento

Das lembranças dos tempos de menino
E da bicicleta solta na estrada
Hoje apenas uma lágrima afastada
Assim como a camisa listrada

Sem o som que nascia no riacho
Traduzido na voz da gaita
Que um dia ouvi
Sem o canto do colibri
Sem você por aqui

14 comentários:

  1. bonitas palavras aqui escritas...aparecerei sempre aqui
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Coisa mais linda teus versos...

    beijo

    ResponderExcluir
  3. "Bicicleta simples
    Tão simples
    Que nem mesmo era pintada
    Menino feliz com a bicicleta
    Solto na estrada"

    Querido!

    Lindissima poesia mas a parte q destaquei foi a que mais me encantou pela simplicidade traduzindo que nao é preciso mt para ser feliz e para deixarmos lindas lembranças!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  4. Nos teus versos, Arnoldo, sempre aquela nostalgia.
    A saudade do passado.
    Também se vive um pouco do passado que foi bom e feliz, e a prova está aqui, neste poema lindo, lindo!
    ... eu sei..., ainda não terminei o comentário que prometi..., não esqueci, há palavras que têm o seu tempo próprio, só se mostram quando acham que é a hora, fazem-nos companhia na sombra...!
    Beijos, Amigo.

    ResponderExcluir
  5. Que delicia te ler poeta amigo!!!
    Parabéns por mais mais essa linda poesia!!!
    Abraços.
    Sua fã.

    ResponderExcluir
  6. Lindo!!!
    A maneira como escreve me encanta, consegue me arrastar para dentro de seu poema com poucas palavras..
    Vejo a cena e sinto a emoção...pura sensibilidade.
    Adoro!!!
    Parabéns talentoso poeta!
    Linda tarde para você!

    Beijos.

    Marion

    ResponderExcluir
  7. Arnoldo, tem prémio DARDOS aqui:

    http://meusamigosseusmimosmeusencantos.blogspot.com/

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo Arnoldo, os cânticos dos riachos são os mais melodiosos que a natureza nos proporciona.
    Também me agrada muito passear por seus espaços...
    Uma boa noite!Bjs

    ResponderExcluir
  9. Que lindo meu amigo, estive lá também em pensamento a beira do riacho,que som maravilhos nos vem da natureza não é mesmo. Que poema, adore. Bom dia amigo beijos.

    ResponderExcluir
  10. Até um certo ponto tão alegre, depois do mesmo tão descontente, infeliz, triste, solitário. Mesmo assim extremamente bonito e com um toque tão delicado...

    Um ótimo final de semana caro amigo

    Abraços, Tamires

    ResponderExcluir
  11. Olá, Arnoldo!

    Aqui é o Clemente da Cia. De Teatro Atemporal!

    Eu tive que me ausentar nos últimos dias e o Blog da nossa companhia tem com postagens programadas, que se atualizam automaticamente. Isso para você não pensar que o nosso Blog está sempre atualizado e nós não correspondemos os seus comentários.

    Adorei o texto, como todos os outros! Parabéns!

    É isso. Nós vamos ficando por aqui, deixamos muitos e muitos beijos, desejamos um maravilhoso fim de semana e um ótimo feriado prolongado para você!

    Te amamos da coração!

    Clemente.

    ResponderExcluir
  12. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!
    [Ventos na Primavera]

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  13. Amigo Arnoldo,
    desculpe mas somente hoje percebi que
    não estava como seguidora de seus lindos blogs..
    Não sei o que houve, tenho você nos meus favoritos, na lista de blogs para que eu possa acompanhar cada postagem sua..
    Adoro seu trabalho, adoro visitar seus blogs, então fiquei decepcionada comigo..
    Mas o que importa é que estará sempre presente no meu coração e nas páginas também..
    Estou sempre apreciando seu excelente trabalho.

    Beijo tua alma talentoso poeta Arnoldo!..

    Marion

    ResponderExcluir
  14. Em um futuro não muito distante. A AGUA custará ouro e sangue...

    ResponderExcluir