Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó




"Minha Poesia não usa vestes para se camuflar, é livre e nua" (Arnoldo Pimentel)

"Censurar ninguém se atreverá, meu canto já nasceu livre" (Sérgio Salles-Oigers)

"Gambiarra Profana, poesia sem propriedade privada, livre como a vida, leve como pedra em passeata" (Fabiano Soares da Silva)

"Se eu matar todos os meus demônios, os anjos podem morrer também" (Tenneessee Williams)

sábado, 6 de outubro de 2012

SILÊNCIO QUE COBRE O OLHAR INTERROMPIDO


Ela abriu a janela
Ajeitou os cabelos longos
Olhou a pequena horta
E as galinhas no quintal

Ela olhou as montanhas
Lá no fundo do vale
O vento soprava sons

Lembrou o olhar do filho
Que foi interrompido no tempo
Em algum lugar

Por fim
Olhou as nuvens camufladas
Que fizeram um estranho desenho no céu

Arnoldo Pimentel 

15 comentários:

  1. Senti... LIndo demais, parabéns poeta. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Me vi naquela janela.
    Tenho uma janela parecida.
    Por pouco eu poderia ter feito uma poesia igual.
    Parceria...

    ResponderExcluir
  3. Perfeição em poesia! Linda!abração,chica

    ResponderExcluir
  4. Triste mas lindo demais,Arnoldo!O olhar do filho interrompido pelo tempo...quantas mães não vivem essa dor!Ficou maravilhosa sua poesia!bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir
  5. Olá Arnoldo :)
    Poesia gostosa de ler.
    Fui visualizando cada fragmento do texto.
    Adorei.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Boa Noite, Arnoldo
    Linda poesia PARABÉNS. bJS, BOA SEMANA

    ResponderExcluir
  7. Prezado amigo

    Meu silencio tem sido longo.

    Mas não tem sido por esquecimento, mas sim por conta dos acontecimentos do dia a dia.

    Quero muito agradecer a sua presença amiga lá no meu cantinho, a qual me trás muita alegria

    Que Deus o abençoe, e realize todos os seus sonhos e projetos.

    Abraço fraterno

    Maria Alice

    ResponderExcluir
  8. Bom voltar e ler alguns poemas seus.
    Tão lindos e sempre com um quê do realismo dos dias , alguns interrompidos.
    Gosto muito Arnoldo,muito
    Vou sempre repetir que sua inspiração me comove.
    abraços

    ResponderExcluir
  9. Que mágico poema...

    Bom fim de semana.
    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  10. OI ARNOLDO!
    NA NOSTALGIA DESTE POEMA, NESTE OLHAR INTERROMPIDO, MUITA SAUDADE...
    LINDO.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  11. Com carinho para você!

    SALMO 23

    O SENHOR É MEU PASTOR,
    Isto é relacionamento!

    NADA ME FALTARÁ,
    Isto é suprimento!

    CAMINHAR ME FAZ EM VERDES PASTOS,
    Isto é descanso!

    GUIA-ME MANSAMENTE A ÁGUAS TRANQUILAS,
    Isto é refrigério!

    REFRIGERA A MINHA ALMA,
    Isto é cura!

    GUIA-ME PELAS VEREDAS DA JUSTIÇA,
    Isto é direção!

    POR AMOR DO SEU NOME,
    Isto é propósito!

    AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE,
    Isto é provação!

    EU NÃO TEMEREI MAL ALGUM,
    Isto é proteção!

    PORQUE TU ESTÁS COMIGO,
    Isto é fidelidade!

    A TUA VARA E O TEU CAJADO ME CONSOLAM,
    Isto é disciplina!

    PREPARAS UMA MESA PERANTE MIM NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS,
    Isto é esperança!

    UNGE A MINHA CABEÇA COM ÓLEO,
    Isto é consagração!

    E MEU CÁLICE TRANSBORDA,
    Isto é abundância!

    CERTAMENTE QUE A BONDADE E A MISERICÓRDIA ME SEGUIRÃO TODOS OS DIAS DE MINHA VIDA,
    Isto é benção!

    E EU HABITAREI NA CASA DO SENHOR,
    Isto é segurança!

    POR LONGOS DIAS,
    Isto é eternidade!

    Que o Senhor te abençoe e te guarde!

    ***Lucy***
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/

    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu, deixo aqui o meu convite.

    Paz, saúde e felicidades a você e toda sua família é o meu desejo e oração.

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. Visite também:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/
    Temas bíblicos e mensagens abençoadoras.

    ResponderExcluir
  12. E nesse olhar melancólico que graças a poesia da a suavidade e nostalgia. Um grande beijo, sdds de ti.

    ResponderExcluir
  13. Nossas vidas também se dezenham ponstos sem saidas.Como às Nuvens em movimentos,tmbém elas se apagam.
    Um fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  14. Olá, poeta...

    Gosto dos seus poemas, eu sei que poema deve ser lido com o coração e cada tem a sua interpretação...

    Mas, fiquei curiosa para saber um pouco mais sobre este, sobre o trecho:

    "Lembrou o olhar do filho
    Que foi interrompido no tempo
    Em algum lugar"

    Por quê?

    Um grande beijo e obrigada pelo carinho

    Chris

    ResponderExcluir